Carência

O que é carência de DHEA?

Carência de DHEA tende a ocorrer à medida que envelhecemos. O uso de DHEA é recomendável para pessoas mais velhas e/ou que sintam fadiga devido a doenças causadas por um sistema imunológico estressado.

Como reconhecer a carência de DHEA

    Pessoas com carência de DHEA frequentemente sentem:

  • Menor impulso sexual
  • Secura nos olhos, pele e cabelo
  • Depressão
  • Humor instável
  • Perda de memória
  • Redução da massa muscular
  • Dores nas articulações
  • Maiores níveis de estresse
  • Fatiga crônica

Quais são os níveis adequados de DHEA no sangue e na urina?

O nível de DHEA deve ser medido, bem como o do sulfato de DHEA (SDHEA). DHEA no sangue: Em mulheres, um nível de DHEA abaixo de 200 mcg/dl (microgramas/decilitros) e 150 mcg/dl indica carência. Estudos têm demonstrado que em homens acima dos 50 anos, níveis de DHEA abaixo de 120 mcg/dl estão associados a um aumento duplo ou triplo da mortalidade e risco de doença cardiovascular.

Ao testar a urina após 24 horas: Níveis de DHEA inferiores a 0,10 ng/24 horas em mulheres e inferiores a 0,50 ng em homens podem indicar carência.

Quanto DHEA devo usar?

A dose recomendada é 25 a 50 mg por dia para mulheres, e 50 a 75 mg por dia para homens. Especialistas recomendam que uma dose inicial de 25 mg por dia, junto com um teste sanguíneo após duas ou três semanas, para verificar o nível de DHEA no sangue, é a melhor maneira para determinar a dosagem adequada. Também é aconselhável que os homens verifiquem o nível de PSA, um indicador de distúrbio da próstata.

Sempre consulte um médico antes de começar a utilizar DHEA, e jamais prolongue o tratamento sem primeiro consultar um médico.

Devo consultar um médico antes de começar a utilizar DHEA?

DHEA é um suplemento seguro e eficaz que pode beneficiar a saúde e o bem-estar gerais. Entretanto, é recomendável consultar um médico antes de começar a utilizar este ou qualquer outro suplemento.