Tratamento

Mais sobre DHEA

Hormônios produzidos

Existem duas maneiras de produção de hormônio: por hemi-síntese (o método mais utilizado) e por síntese total. A hemi-síntese é realizada através da extração da diosgenina, uma molécula de esteróides de sapogenina de uma fonte vegetal, chamada Dioscorea villosa, ou inhame.

Diosgenina, na verdade, é o principal ingrediente da DHEA, ajudando na transformação de algumas enzimas em verdadeiras moléculas de DHEA. DHEA produzido pela hemi-síntese é praticamente 100% puro. Em ANA, para ser exato, é 99,2% puro. A síntese total provavelmente permite 100% de pureza; entretanto, não resta dúvida de que este método envolve a mesma lacuna de eficiência que existe entre a vitamina C sintetizada e a vitamina C de laranjas reais.

Terapia de reposição hormonal (TRH) e DHEA

Talvez seja possível utilizar ambos os tratamentos ao mesmo tempo, mas o uso de DHEA não pode substituir a terapia de reposição hormonal de estrogênio e progesterona durante a menopausa. Se os dois tratamentos forem utilizados ao mesmo tempo, uma dose excessiva de DHEA pode causar um desequilíbrio. DHEA aumenta indiretamente o nível de estradiol, bem como o de outros estrogênios no corpo, e é por isso que mulheres que utilizam muito DHEA reclamam de dores nos seios antes do ciclo de menstruação.

DHEA e outros hormônios

Os hormônios interagem; portanto, a eficiência de DHEA pode aumentar se o DHEA for utilizado junto com outros hormônios. Ao mesmo tempo, DHEA eleva o nível de testosterona e melatonina. Um teste de sangue, urina ou saliva ajudará a ajustar os níveis dos outros hormônios essenciais e a determinar o equilíbrio adequado entre eles. Também é recomendável combinar o uso de DHEA com outros produtos não-hormonais, para aumentar sua eficiência. Por exemplo, antioxidantes, como vitamina E, vitamina C, carotenóides, polifenóis (por ex., chá verde), bem como outros ingredientes ativos, como cartilagem de tubarão, glucosamina e condroitina.

DHEA pode ajudar na redução de sintomas de reumatismo

DHEA pode ajudar contra o reumatismo, de duas maneiras. 1.) DHEA estimula o processo de cicatrização, bem como as articulações e os músculos que sofrem deterioração em pacientes reumáticos. 2.) DHEA tem um efeito anti-inflamatório, pois aprimora as propriedades analgésicas do cortisol, impedindo que consuma tecido em demasia.

Advertência:

ao utilizar hormônios, o mais importante é saber exatamente qual suplemento você estará utilizando e seguir a dosagem recomendada. HORMÔNIOS NÃO SÃO UMA AMEAÇA À SAÚDE, DESDE QUE SEJAM UTILIZADOS EM DOSAGENS ADEQUADAS.

Crianças não devem tomar suplementos de DHEA, porque provavelmente não é seguro. DHEA não é recomendável para crianças, mulheres grávidas ou amamentando, pessoas que sofrem de algum tipo de hipertrofia benigna ou carcinoma da próstata, e mulheres com câncer da mama ou carcinoma nos ovários. Antes de tomar um suplemento de DHEA, consulte um médico.